Share |
Share |

BANDO DE BURROS VÃO ADMINISTRAR O TRENZINHO DA LAPA !!!

Agetransp dá 48 horas para Metrô explicar problemas ocorridos nesta terça-feira

O Globo

Passageira Maria de Fátima de Oliveira Lopes passa mal ao desembarcar na Estação da Glória / Foto: Cléber Júnior

RIO - A Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro (Agetransp) encaminhou à concessionária Metrô Rio oficio solicitando informações, em no máximo 48 horas, sobre os problemas ocorridos, na manhã desta terça-feira, em todo o sistema metroviário.

(Veja fotos da confusão)

No documento, a Agetransp pede ênfase nos atrasos na liberação de trens para a operação comercial. A Agetransp pede, ainda, informações sobre as providencias adotadas para a normalização da oferta de transporte em todo sistema.

(Assista ao depoimento dos pasageiros que passaram sufoco)

O dia seguinte às inaugurações da conexão direta Pavuna-Botafogo e da Estação General Osório, em Ipanema está sendo de transtornos para os usuários do metrô.

Pela manhã, as duas linhas operam com atrasos, houve superlotação nas estações, passageiros reclamaram de falta de informações e nove pessoas passaram mal e precisaram ser atendidas. À tarde, após as 16h, o Metrô fez a conexão direta entre Pavuna e Botafogo no horário previsto, mas o intervalo entre os trens ficou em dez minutos. As composições estão lotadas.

(Entenda melhor as mudanças no metrô)

Segundo a assessoria de imprensa da concessionária Metrô Rio, os atrasos da manhã foram causados porque os trens circularam em velocidade menor do que a usual e no início da operação algumas composições ainda estavam no Centro de Manutenção fazendo a rotina diária de inspeção. Em nota, o Metrô disse que as composições foram sendo liberadas na medida em que estavam em condições de transportar passageiros com segurança.

Os atrasos, entre 5h e 8h, chegaram a dez minutos na Linha 2 e 15 minutos na Linha 1. A partir das 8h, os intervalos entre trens ficaram irregulares, variando de 8 até 12 minutos nas duas linhas. Diversas estações ficaram superlotadas, o que fez com que a entrada de passageiros a algumas plataformas fosse limitada. A concessionária controlou o acesso às estações diminuindo o número de bilheterias, entradas e catracas de acesso.

(Veja mais fotos da viagem inaugural)

O diretor de operações do Metrô afirmou que foram realizados testes antes da implementação da nova linha, mas ressaltou que a operação com passageiros acaba sendo diferente da operação com trens vazios. Ele afirmou ainda que os próprios condutores do metrô estão sentindo dificuldades de entender as mudanças. De acordo com a assessoria do Metrô, gradativamente mais trens estão entrando em operação.

No meio da manhã, o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, foi vaiado na Estação da Glória. Ele estava na plataforma dando uma entrevista quando a população que fazia a baldeação ficou revoltada com os atrasos e com a falta de informações no trajeto Pavuna-Botafogo.


Fonte :Jornal Extra - Rio



Nota ...Aqui ...ao contrário de preparar as conduções primeiro ..e depois inaugurar ..não ...os sábios administradores de colarinho braco ...o diploma na parede .....liberam a porra toda sem prever o máximo ...fala sério ..ESSA PORRA É UMA METRÓPOLIS CARAI !!!


Bando de burros !!!

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger
Share |
Share |