Share |
Share |

AQUI PODE SER UM BUNDÃO E MATAR ...AS LEIS SÃO FEITAS POR JEGUES MESMO !

Bilionário egípcio é condenado à morte por assassinato de artista

Um tribunal do Cairo condenou à morte Hisham Talaat Mustafa, um importante político e empresário egípcio acusado de ser o mentor intelectual do assassinato da cantora libanesa Suzanne Tamim, degolada em Dubai no dia 28 de julho de 2008.

FotoO presidente do tribunal, Mohammad Qansu, também condenou à morte Mohsen al-Sukari, um antigo oficial das forças de segurança egípcias, acusado de ser o autor do crime.

O julgamento, que começou no dia 18 de outubro, despertou grande expectativa de todo o mundo árabe, e poucas semanas após seu início vários livros já tinham sido escritos sobre o assunto.

Talaat é um rico empresário de 49 anos, senador e membro dos principais órgãos do partido governante.

Vários familiares do principal acusado, presentes no tribunal, começaram a chorar depois de o juiz emitir a sentença de morte. Imediatamente depois, os acusados foram retirados do tribunal para evitar distúrbios em sua entrada, onde centenas de pessoas tinham se concentrado.

Chamado de "o julgamento da década" e "o julgamento do dinheiro e o poder", a imprensa árabe acompanhou de perto os instantes finais do Júri de Talaat.


No entanto, a condenação gerou polêmica no Egito. Parte da opinião pública diz que tudo faz parte de uma conspiração para simular que ninguém está acima da Justiça, enquanto outra acredita se tratar de um acerto de contas entre os altos figurões do partido governante.

Segundo a imprensa local, Talaat e Tamim eram amantes, e o egípcio pagou a Sukari cerca de US$ 1 milhão para que a matasse, depois de ela o abandonar e se mudar para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Aparentemente, Sukari viajou a Dubai com a ajuda do empresário egípcio e na manhã do crime foi à casa de Tamim fingindo ser um entregador que lhe levava um presente.

Quando a artista abriu a porta, o antigo membro das forças de segurança egípcias, que foi gravado pelas câmaras de segurança do prédio onde a vítima residia, lhe apunhalou várias vezes e a degolou.

A principal prova contra Talaat são as conversas telefônicas que teve com Sukari, gravadas pelo ex-militar para garantir sua segurança.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Sr visitante ...do Brasil ou outro país leia isso !!! Vamos rir juntos !

Translating the image.... Welcome to Bumblefuck.




ESTAVA VENDO AQUELA TV SENADO ...é ,aquela que um fica cagando a goma pro outro,rasgando ceda um do outro ...chamando de vossa excelência um ao outro ...mesmo os que roubam lá são excelências sabia ??? ré ré ré !!!pois bem então..eu achei o pronunciamento de uma das excelências na Internet ...então pra quem não riu ria ...vale a pena vc ver a burrice que impera no nosso país ...desde prefeitos ,governadores e presidentes burros ,uma mistura de burrice e corrupção junta...segue trechos engraçados mas reais ...


Mão Santa, tu ouvistes eu falar aqui que carteiro, aquele cidadão que entrega cartas nas casas, para entrar numa rua em Belém do Pará, Mozarildo, acredite se quiser, tem que pagar pedágio aos bandidos. Aquele cidadão que marca a conta de luz nos postes, para entrar na rua, para marcar a conta de luz nos postes, tem que pagar pedágio. O oficial de justiça que tem que entrar numa rua tem que pagar pedágio...

...
V. Exª só vai acreditar, porque vou mostrar o jornal. Vou mostrar fotos, vou mostrar a matéria. Hoje, Senador, o defunto tem de contratar segurança, antes de morrer. Sabe por quê? Porque os ladrões vão lá assaltar. Já li, em jornais aqui, que assaltaram defunto, padre. Estão assaltando padre, na igreja, rezando a missa. Na cidade de Viseu, o padre foi assaltado dentro da igreja...

...
Falar em roubo... Já roubaram uma casa, é normal. Agora, V. Exª nunca ouviu na sua vida um negócio como este aqui. Eu duvido, Senador, que V. Exª já tenha visto o que vou falar agora, o que vou mostrar agora, neste jornal. V. Exª já percebeu... V. Exª conhece Salinas? Salinas é uma cidade, Brasil, a 270 quilômetros da capital Belém, uma cidade turística, praiana, uma bela cidade. Lá o paraense constrói as suas casas, para passar férias, final de semana.
Calcule V. Exª: ir de carro para Salinas, com sua família, para passar o final de semana, dobrar a esquina, chegar a sua casa e não encontrá-la. “Cadê a minha casa? Eu estou errado?” Aí bate na criança do lado, de 14 anos: “Filha, eu estou bem, estou normal, a minha aparência está normal? “Está, papai, por quê?” “Porque não estou vendo a nossa casa.” Olha para a mulher e diz assim: “Mulher, acho que estou tendo alguma coisa, mulher. Estou sonhando, estou acordado? Bate em mim e vê se estou acordado: cadê a nossa casa?” Não estava lá a casa. Levaram a casa toda. Levaram a casa toda. Pegaram a casa, arrancaram a casa toda. Fizeram um consórcio de ladrões.
Pará, chegamos ao absurdo, Pará? Está aqui. Mostre, TV Senado! Olhe a casa do homem. O homem fez uma casa de dois andares: aqui embaixo deixou uma área de estar e a parte de cômodos em cima. Olhe o que deixaram da casa, só o terreno. Em uma semana em que o homem não foi lá, levaram a casa inteira. Eu nunca vi isso na minha vida. O cara pensou que tinha morrido, depois pensou que estava sonhando. Olhe a sensação desse cidadão! Olhe a sensação desse cidadão! Sabe por que os vizinhos não denunciaram, enquanto os ladrões arrancavam a casa do homem? Porque quem denuncia morre. Ninguém denuncia ninguém no Estado do Pará: quem denuncia morre.
Senhores e senhoras, chegamos ao cúmulo da estupidez no meu Estado. Mozarildo, aqui clamei, clamei, clamei pela segurança. V. Exª sabe que são dois assuntos em que venho sistematicamente batendo: é a raiva do Lula dos aposentados, de que vou falar para a semana, estou só esperando uma decisão, e a violência no meu Estado...

...
Aí o Ministro me ouviu, Senador Mozarildo, e remeteu para o meu Estado uma verba de R$21 milhões para a Governadora aplicar em segurança pública. Fiquei muito satisfeito, porque toda espécie de bandidagem acontece no meu Estado.
Se morrem 11 por dia, neste momento em que estou falando aqui, um paraense deve estar caindo morto na rua, assassinado à bala. Uma guerra aberta.
E pensei que essa senhora que foi aos palanques dizer que ia acabar com a violência no meu Estado ia aplicar esses R$20 milhões, comprando carros, armas, pagando melhor ao policial. Sabe o que ela fez, Mozarildo? Tu não vais acreditar. Sabe o que ela fez? A farda da Polícia Militar era azul; ela pegou o dinheiro e mudou a cor da farda dos policiais, passou para amarelo, só! Gastou R$1,7 milhão, mudou a farda da Polícia. E o resto do dinheiro, Mozarildo? Pergunte para mim o que ela fez do resto de dinheiro. Devolveu para o Ministério da Justiça. É, com certeza absoluta, uma desmiolada, uma incapaz, uma incompetente! Devolveu, Mozarildo. Trocou a cor da farda da Polícia Militar e devolveu o resto.

E a bandidagem toma conta da minha terra.
Meu querido Mão Santa, sei que há muitos oradores para falar, não gosto de abusar dos meus Pares, mas preciso aqui externar, Senador Mão Santa, mais uma vez, a minha indignação com o que acontece na minha querida terra, o Estado do Pará. Paraenses, nunca imaginei na minha vida que pudéssemos passar um momento tão difícil como este. A Polícia não dá conta! É uma Polícia mal preparada, uma Polícia que ganha pouco, uma Polícia que não quer colocar o seu peito para receber uma bala por R$ 800 por mês! Oitocentos reais por mês é quanto ganha um policial no Estado do Pará! Delegacias do interior viraram casa de morcegos, não têm a mínima condição estrutural para combater a violência.



Enquanto essa casta de burros estiver nos municípios,estados e no governo federal nós estamos literalmente FUDIDOS !!!

fonte : SENADO

---------------------------------------------------------

Ladrões desmontam e levam casa inteira. Dono vai vender o terreno.


Um imóvel avaliado em R$ 50 mil foi totalmente desmontado na rua Floriano Peixoto, próximo ao Porto Grande, no município de Salinópolis. Os ladrões levaram portas, janelas, telhado e até paredes em madeira pré-moldada. O proprietário do imóvel, o advogado Mário Paiva, contou que ficou perplexo diante do roubo mais inusitado que já conheceu.

Mário passou dois meses sem frequentar o local, em virtude de uma rotina pesada de trabalho. Mas no último final de semana decidiu descansar com a família na residência de veraneio. 'Fui dobrando a esquina e senti uma sensação horrível quando vi que não havia mais casa', descreveu.

O caso, claro, foi parar na polícia. O advogado registrou o boletim de ocorrência, contudo acredita que nada será feito. 'A vizinhança viu e não fez nada. A polícia foi e deixou passar. É o caos. Sempre entendi que imóvel ficava para a vida inteira. A casa não foi arrombada, foi levada. Não sobrou nada. Cheguei lá e não tinha nem os portões da frente. Levaram tudo - portas, janelas, telhado, pia, vaso sanitário', relata surpreso.

A casa pertencia à família há 23 anos. Estava sem caseiro. Segundo Mário Paiva, as autoridades estão omissas. Ele ainda não decidiu se vai ajuizar ação contra o município ou contra o Estado, pela falta de segurança. O desmanche da casa de praia foi feito em três dias. 'O esquema é assim: pegam a casa, arrombam uma porta em um dia. E como não há reação, começam a desmontar', revela.

Agora, o advogado só pensa em vender o que sobrou e o terreno. Desde que viu a própria casa desmontada, Mário Paiva passou a perceber que outras residências em Salinas estão na mesma situação. 'Sei que não posso fazer nada, mas pelo menos vou denunciar essa situação. Fiquei totalmente desgostoso. Fui na delegacia e nada. Vou estudar alguma coisa para saber se entro com a ação. Não me lembro de ter visto alguma coisa desse tipo. É meio inacreditável', disse.

A casa tinha três quartos, dois banheiros, cozinha, sala e dispensa, além da casa do caseiro, que também ficou só a carcaça. 'Retiraram até os fios de iluminação pública. Esse tipo de violência eu nunca tinha experimentado. Parece que vivemos um terremoto desses que acontecem nos Estados Unidos. Só me resta gritar por socorro', resigna-se.



Mias fonte : O LIBERAL


A Vila do Pan afunda

Sustentação de tubulações rui e abre crateras de até 100 m². Crea-RJ vai vistoriar o local

O terreno da Vila Pan-Americana está afundando. Pelo menos dois trechos da área externa da Vila Pan-Americana cederam este mês, formando imensas crateras de até 100 metros quadrados. Um dos buracos se formou perto de um dos prédios amarelos e deixou à vista estacas de sustentação do edifício. De acordo com a Agenco, construtora responsável pelo empreendimento, a sustentação de algumas redes das companhias concessionárias — tubulações onde passam água, esgoto, gás e fios de telefone e de luz — localizados em jardins, vias e calçadas, afundou.

O diretor da construtora, Sérgio Goldberg, garante que o incidente não comprometeu a estrutura dos edifícios e que não há riscos de novos desabamentos de terreno. “Estamos refazendo as estruturas. As obras estarão concluídas em três semanas e não comprometerão o cronograma para os Jogos”, garante. Os 17 prédios, com 1.480 apartamentos, hospedarão a partir de 3 de julho cerca de 10 mil pessoas, entre atletas, técnicos e equipes de apoio das delegações. O custo da construção da Vila é de R$ 242,2 milhões, financiados pela Caixa Econômica Federal (CEF).

ACESSO PRINCIPAL

O Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-RJ) fará inspeção na próxima semana. O professor de Engenharia da UFRJ, Márcio Almeida, contratado pela prefeitura para analisar o problema, acha pouco provável, mas não descarta a possibilidade de abalo na estruturas: “Não há ainda como afirmar o contrário, mas posso garantir que o tempo é curto para as obras”.

Uma das crateras está localizada no principal acesso de atletas à vila. Caso a obra não fique pronta, o projeto deverá sofrer modificações. Para o engenheiro civil do Crea-RJ Gilberto Filizola, a construtora deve ter planejado mal a colocação das tubulações. Ele ressalta que o terreno da Vila é arenoso e mais complexo para se trabalhar. “Nesse tipo de solo, as estacas dos edifícios atingem profundidade maior até encontrar solo com maior estabilidade. No caso da tubulação que ruiu, não houve o cuidado de fundação profunda. Deve ter havido erro de cálculo”, opinou.

Goldberg não explica as causas do incidente: “Acontece. Faz parte da obra”. E ressalta ainda que toda a obra da Vila é freqüentemente vistoriada pela prefeitura e engenheiro da CEF.

O Município não quis comentar o caso. O Comitê Organizador do Pan informou que confia que tudo ficará pronto até 13 de julho, quando começam os Jogos.

OBRAS DE URBANIZAÇÃO ATRASADAS

Após os Jogos, saem os atletas e chegam as 1.480 famílias que compraram apartamentos nos condomínios da Vila. Os imóveis já começaram a ser mobiliados para a chegada das delegações, mas a urbanização das áreas externas está atrasada. Essa etapa das obras só começaram em março, após briga da prefeitura com a Agenco, que jogavam uma para a outra a responsabilidade. O problema foi resolvido após a União liberar R$ 53 milhões.

O Município admitiu que os atletas podem chegar na Vila ainda em obras. A estação de tratamento de esgoto do local também só deve ficar pronta depois do Pan.

Madalena Romeo

FONTE: O Dia


Publicado em: 28/05/2007


...E até hoje,final de 2009 os prédios estão afundando e ninguém se responsabilizou...sabe por que ?

Por que a mãe de nenhum desses filho da putas dos governos ou da empreiteira que construiu essas porcarias vai morar lá ...tinha que pegar a piranha da mãe deles e forçar ela a morar lá pra elas verem que realmente eles são filhos da puta...e ela acordar e saber que seu filhinho lindo é um ladrão de colúio com políticos ladrões também ! ....bando de burros !!!vão visitar os castelos feitos no século 16 e verem como vocês são burros engenheiros jegues também ....aff ...aceito opiniões de mais adjetivos !!!

Você acha que peguei pesado ? saiba que essas construções do PAN em 2007 estavam orçadas em R$ 600 milhões e no final foram gastos R$ 2 bilhôes e só ficaram prontas algumas coisas,quem comprou os apartamentos prometidos após os jogos esperava também as conclusão da infraestrutura ao redor dos prédio(foi prometido),pois bem ...bilhões sumiram ..e agora vem mais olimpiadas e copa ...e vão robar mais dinheiro ...sim ..peguei pesado ..se não gostou ...vai lá e compra os outros 80% de apartamentos que não querem ir morar...e veja a merda que fizeram com o seu dinheiro que esta lá na Caixa Econômica Fedendoral...alias ...Caixa Econômica fedendoral e BNDS tem que dar as mãos ...é corrupção e burrice tudo junta ...não tem dinheiro para pagar aposentados,para arcar com um salário mínimo maior ,mas tem pra roubar ...pra emprestar para bancos e empreiteras cujos seus ddiretores ..são uma casta de ladrões ...ainda bem que Deus criou o Inferno ...essa é minha alegria...depois que estiverem lá seus filhos da puta...não adianta ...chorar a mamãe ..bando de pilantras !...e ai ..peguei pesado ? vocês não sabem de nada ..vão ver Big bosta Brother seus frouxos,vão ver novela e chorar o mocinho !!!

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger
Share |
Share |