Share |
Share |

Viva,não temos saúde,não temos educação não temos segurança mas temos as olimpiadas vai entrar dinheiro !!!...mas ..pra quem mesmo ???

clic na imagem pra visualizar melhor.


Um país que não tem capacidade de proteger nem a Taça Jules Rimet que já tinha sido roubada uma vez, e foi roubada novamente no Brasil e um imbecil daqui em vez de colocar a original no cofre e expor a cópia,teve a "brilhante" ideia de fazer o contrário...colocou no cofre a réplica e expôs a original,talvez com intuito mesmo de ser roubada,só pode ser,não acredito em exagerada burrice acho que o ser humano não comporta tanta burrice assim então acredito que foi maquinado,e o que dizer do dinheiro que recebeu emprestado do Japão para despoluir a Baía de Guanabara e até hoje se mantém poluída por que o dinheiro foi desviado,e sobre os euros apreendidos pela policia federal e somem dentro da própria polícia federal e ninguém viu nada,governos que prometeram melhorias com a ECO92(quem ai lembra da Écú92 ?)realmente o povo foi beneficiado para incentivar a cultura o povo recebeu da Écú92 as lonas pra fazer teatro popular assim o governo economizou(ou desviou) um bom dinheiro com tijolos e a cultura agradeceu as migalhas e não vimos mudança nenhuma,e agora ?...para os bolsos de quem ira o retorno desses eventos ...para povo??? tolos os que acreditam !
Se o Brasil se importasse mesmo com o esporte ..não haveria atletas passando fome aqui ..e seriamos como é china,Rússia,Estados Unidos e até mesmo países mais pobres que o nosso que levam mais a sério o esporte como Haiti e Quénia.Bando de hipócritas !
.
Cidade da Música de portas fechadas: Continua a luta contra o abandono.



Publicada em 9/04/2009
Ganhou mais um capítulo a novela Cidade da Música. Em nota publicada em jornais cariocas, a Prefeitura do Rio de Janeiro diz que a equipe de auditores que fiscaliza as contas da obra teria pedido auxílio externo para desemaranhar o imbroglio. E que o custo para completar a obra subiu de R$ 130 milhões para quase R$ 240 milhões. Além dos R$ 130 milhões em obras a serem feitas, há R$ 89 milhões de restos a pagar. Fora isso, a construtora requisita um pagamento extra de R$ 20 milhões: alega que há um desequilíbrio no contrato.

Seria bom que a Prefeitura exibisse os documentos que comprovam suas afirmações, para que não haja nenhuma suspeita de manipulação política desses números, já que se referem ao prefeito anterior, inimigo político declarado do atual ocupante do Palácio da Cidade. VivaMúsica! continua postulando uma solução técnica para o problema, que afeta diretamente a vida cultural da cidade, e entrou em contato com várias pessoas da área musical para saber o que eles pensam sobre o tema.

Clodoaldo Medina, administrador da Orquestra Petrobras Sinfônica, não descarta as medidas judiciais que possam surgir: "A Prefeitura deveria terminar as obras da Cidade da Música imediatamente, oferecendo à cidade do Rio de Janeiro um teatro de qualidade. Ao mesmo tempo, deveria abrir os processos administrativos cabíveis para apurar possíveis irregularidades nas obras."

sábado, 3 de outubro de 2009

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger
Share |
Share |