Share |
Share |

OLIMPIADAS 2016 E VIVA NOSSA BURRICE !



...faltam recursos humanos e tomógrafos,raioX ainda estão quebrados e o ar condicionado do setor de hemodiálise também...

...no Miguél Couto,a emergência também estava mais vazia mas havia cerca de 100 pessoas na fila esperando atendimento...
...65% dos clinicos são cooperativados e,como não recebem desde janeiro,começam a faltar,no Lorenço Jorge,paciêntes que chegaram ao meio dia ainda estavam na fila por volta das 18:00h...


E VIVA AS OLIMPIADAS 2016...\O/ E VIVA NOSSA BURRICE...VIVA !!! \O/ !!!

Não queremos um conto de fadas que dure um mês e nos faça sonhar que somos primeiro mundo, quando a pobreza vai estar toda escondida debaixo do tapete para os gringos não verem.

Ah, o senhor contribui para obras de caridade também? Muito bem. Ah, isso não é divulgado porque o senhor não quer aparecer à custa de caridade? Muito nobre.

Mas então não deve divulgar também que está ajudando um país repleto de bolsões de miséria, de casas de barro, de gente dormindo na calçada, de valas de esgoto a céu aberto, a sediar eventos de perfumaria como Olimpíada e Copa do Mundo.

Ah, esses eventos trazem melhorias que vão ficar para sempre? Trem bala Rio-São Paulo? Muito obrigado. O futebol e o atletismo vão gerar milhões em divisas, turismo etc? Já sei para que bolsos vai essa grana toda... os bolsos de sempre.

Não, não vou me orgulhar de ver o Brasil organizando Copa e Olimpíada enquanto essa miséria insistir em desfilar diante dos meus olhos.

Tome vergonha, Brasil, coloque-se no seu lugar! Não queira bancar o grã-fino, porque sua calça está rasgada bem ali no traseiro.

VISITE...RIO ACIMA

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Pobreza, corrupção e o sonho olímpico



......................................................Porque os pobrinhos merecem.


Como usar deputados brasileiros \O/

POBREZA,CORRUPÇÃO,DESVIO DE VERBAS NA EDUCAÇÃO ESCOLAS SEM PROFESSORES "AS QUE TEM,O SALÁRIO É UMA MERDA",A SAÚDE UMA MERDA(A CARA DE QUEM ADMINISTRA) DESEMPREGO... OS GOVERNANTES PARECENDO UNS REIS DA COCADA ROSA CHOQUE CHEIIIIOS DE SEGURANÇAS EM VOLTA E O POVÃO SENDO ASSALTADO POR LADRÕES ATÉ DO GOVERNO TAMBÉM E É ISSO AI ..MESMO COM ISSO TUDO ...VIVA ESSA PORRA DAS OLIMPIADAS 2016 EU SOU UM JEGUE MESMO NÃO REPAREI QUE VAI AJUDAR O BOLSO DA ELITE...ops... DIGO ...AJUDAR O POVO A "MEROLHAR" !!!


\o/ \o/ \o/ \O/








SERGIO CABRAL NÃO TEM DINHEIRO PRA AUMENTAR O SÁLÁRIO DA POLÍCIA MAS TEM PRA CAVALO !

Nº 1 = Here the state and the elite fuck the people !

Nº 2 = Here the people who pay taxes to fuck !


O interesse de Cabral pelo hipismo


3 de agosto de 2009

Segundo informa hoje a coluna do jornalista Ancelmo Góes, toda a infra-estrutura para o Torneio de Saltos Athina Onassis veio de São Paulo, até mesmo o pessoal da limpeza.
Ou seja: dos R$ 9 milhões que o governo do estado investiu para agradar a elite da elite, não ficou um só centavo no Rio.
Segundo Cabral, o torneio era importante para fortalecer a candidatura carioca às Olimpíadas de 2016.
Será?
Por que então patrocinar o torneio do próximo ano, quando a cidade que sediará as Olimpíadas já estará escolhida?
Quanto o governo do Rio investirá em 2010? Deve bem mais dinheiro, pois o prêmio será ainda maior.
Como se sabe, o prêmio pago aqui foi o segundo mais valioso do planeta, perdendo apenas para Doha, no Qatar, palco da final internacional.
Qualquer dia, o Ministério Público vai se interessar por esse assunto: por que o fascínio de Cabral pelo hipismo? O aprendizado é caro, a manutenção é um absurdo, e o custo de um cavalo então nem se fala.
Por isso só milionário compete. Ontem, entre os concorrentes, havia até um príncipe da Arábia Saudita. Dos 13 brasileiros, nenhum foi para a fase final.
No próximo ano, as provas serão entre os dias 2 e 5 de setembro, portanto a um mês das eleições. Abandonar os eleitores por três dias, na reta final da campanha, para circular entre os cavaleiros milionários, só mesmo um motivo muito forte.
Um dia se saberá…

Cabral paga festa da elite

1 de agosto de 2009

O governo do Rio está pagando 63% - R$ 9,5 milhões - dos custos do Concurso de Saltos Athina Onassis, evento dirigido a elite da elite do país.
Um dos organizadores do evento diz que não tem dificuldade em atrair patrocinadores, pois “o público que se interessa pelo hipismo é da classe AA”.
A ‘Folha’ publica hoje uma reportagem, assinada por Rodrigo Mattos, sobre o concurso.
Eis o seu texto:
“Dirigido à elite nacional, o Concurso de Saltos Athina Onassis, cujo início foi adiado para hoje, recebeu R$ 9,5 milhões dos governos estadual e municipal do Rio de Janeiro. Ou seja, os cofres públicos bancam quase dois terços do custo da competição, cujos ingressos vão de R$ 100 a R$ 16 mil.
Esse valor seria suficiente para pagar, por um ano, o Bolsa Atleta (programa do governo federal) a 317 atletas nas categorias olímpica e paraolímpica.
Para realizar o Athina Onassis pela primeira vez no Rio, o gasto total, privado e público, é de R$ 15 milhões. Transferido de São Paulo, o evento foi idealizado em 2007 pelo cavaleiro brasileiro Álvaro Affonso de Miranda Neto, o Doda.
Ele trouxe para o Brasil uma das etapas do Global Champions Tour, principal circuito mundial do hipismo. A etapa brasileira ganhou o nome de Athina Onassis, casada com Doda e uma das mulheres mais ricas do mundo, com fortuna avaliada em R$ 2 bilhões.
Com essa grife, o evento nunca teve dificuldade para atrair patrocinadores. Neste ano, são 14 empresas, entre elas, Bradesco, Gerdau e Coca-Cola.
Não é à toa. O público é formado pela elite do país. As arquibancadas custam R$ 100, e os camarotes, R$ 250 por dia. Uma mesa para oito pessoas sai por R$ 16 mil pelos três dias.
No evento, há loja da Daslu, boate e restaurantes de primeira linha. A sede é a Sociedade Hípica Brasileira, reformada a um custo de R$ 2 milhões.
“É AA [o público] pelo interesse do esporte”, contou o sócio da Aktuell Rodrigo Rivellino, um dos organizadores do evento. Ele admite que o perfil dos espectadores é essencial para atrair os patrocinadores.
“Onde encontro um evento com 12 mil pessoas com esse target [alvo]? É difícil, né?”
Mas não dispensa dinheiro público. Assim que desistiu de São Paulo, a organização recorreu aos governos do Rio.
O investimento do Estado, que corresponde à metade do custo total, foi obtido via lei estadual de incentivo ao esporte. Parecida com sua versão nacional, prevê a renúncia fiscal.
“Fomos procurados pelos organizadores no início do ano com o interesse de realizar o evento no Rio. Garantimos todo o apoio necessário, inclusive logístico”, disse a assessoria da secretaria de Esporte.
A prefeitura também ajudou com R$ 2 milhões, que serão usados na premiação, além de apoio com infraestrutura.
“O evento traz pontos para o evento olímpico [Rio-2016]. E é incentivo ao turismo”, explicou o presidente da Riotur, Antonio Pedro Figueira de Mello.
Em 2008, o Athina Onassis foi beneficiado pela lei federal de incentivo ao esporte. Um projeto dava R$ 3,2 milhões para as competições de salto em São Paulo, entre elas a etapa do circuito mundial. O custo total também era de R$ 15 milhões.
“Este ano ficou meio corrido. Mas, no próximo, acho que vamos ver um projeto [para usar a lei federal]“, afirmou Rivellino.
Segundo artigo da lei, não é permitido que um projeto com reconhecida capacidade de obter patrocínios recorra à renúncia fiscal. Os apoios dos governos do Rio devem ser mantido em 2010, pois o torneio fica na cidade por dois anos”.

Fontes:

Youpode

Netsites

 
Wordpress Themes is proudly powered by WordPress and themed by Mukkamu
Templates Novo Blogger
Share |
Share |